Estudar no exterior: Como se planejar (sem precisar de muito dinheiro)

menina de azul olhando para uma mapa

Ter uma experiência de estudos no exterior é o sonho de muita gente, e era um dos meus também.

Acabo de voltar de um mês inteirinho em Copenhagen onde fiz um curso incrível de três semanas. Universidade renomada, curso de alto nível, alinhado aos meus objetivos profissionais, muito aprendizado e… com um custo bem mais baixo do que muitos pensam ser necessário!

Compilei algumas dicas abaixo pra quem, como eu, sonha com uma experiência assim — e que pode até funcionar como um test-drive, caso um curso de maior duração esteja nos planos.

A Isabella em Copenhagen

Busque por summer courses em universidades de ponta nos EUA e na Europa

Mais importante do que estudar no exterior, é estudar algo que agregue à sua carreira e a seus planos profissionais. Pensa assim: já que você está fazendo um investimento de tempo e dinheiro, é importante garantir que o retorno vai ser o melhor possível, concorda?

Se você não quer pedir demissão ou licença do trabalho e precisa encaixar os estudos no período de férias, os summer courses caem como uma luva.

Um summer course é uma matéria da graduação ou da pós-graduação que é oferecida de uma maneira mais imersiva durante o período do verão, quando boa parte da universidade está de férias. As universidades geralmente têm abertura para receber alunos internacionais (os guest students) para os summer courses. Claro, cada instituição tem seus próprios mecanismos de seleção dos alunos.

O curso de Behavioral and Experimental Economics que fiz na Universidade de Copenhagen teve duração total de três semanas, com três horas de aula por dia (e muito mais horas de estudo autoguiado para dar conta da ementa), e mais uma manhã de prova após esse período de aulas.

A Universidade de Copenhagen

Quanto custa um summer course?

Convertendo para nossa moeda, a matrícula do meu curso custou em torno de R$ 6.500. Esse é um valor abaixo da média pois escolhi uma universidade pública, em um local onde a educação é subsidiada pelo governo. Na Europa em geral os cursos parecem ser mais baratos, pela pesquisa que fiz.

Em universidades de ponta nos EUA o valor pode ser muito, muito mais alto. Cheguei a ver um summer course na Universidade da Pensilvânia (UPenn) que custava cerca de R$ 20.000. 

More com outros estudantes em uma república

Algumas cidades podem ter o custo de vida realmente alto. Com isso, mesmo um período curto de estadia pode sair bem caro e inviabilizar os planos.

Uma boa solução é buscar quartos compartilhados com outros estudantes em repúblicas. A própria universidade pode ter um sistema de housing e oferecer opções mais baratas de acomodação.

No meu curso em Copenhagen acabei optando por alugar um Airbnb só pra mim, e isso aumentou bastante meu orçamento da viagem. Mas antes de ir eu já admirava muito a cidade e tinha muita vontade de viver lá algumas semanas como uma local, então valeu muito a pena pra mim. O mais legal foi que escolhi uma região que ficava a três quilômetros da universidade, então ainda tinha a experiência de ir e voltar de bicicleta todos os dias — que pra mim foi uma delícia.

Se seu foco é o curso apenas, você pode economizar com a hospedagem. Prioridades.

O Airbnb da Isabella em Copenhagen

Você vai viver a cidade no dia a dia e encontrar formas de economizar

Quando somos turistas, enchemos nossa agenda de poucos dias com uma programação intensa: ir a pontos turísticos, museus, restaurantes famosos etc. Essa agenda sai caro.

A verdade é que a experiência mais intensa que você pode ter em um local não é com uma programação intensa dessas — é simplesmente morando lá, indo ao supermercado, andando pelas ruas, descobrindo por acaso os lugares ótimos (e mais baratos) onde as pessoas de lá vão…

Então acredite: só de estar vivendo a rotina de estudos na cidade você já irá ter uma experiência incrível. Claro, se tiver alguma atração que queira conhecer, junte dinheiro para isso e vá com tudo! Lembre sempre: seu dinheiro deve ser usado para o que é mais importante pra você.

Não se esqueça de ser criteriosa na escolha

Para fechar, deixo essa dica: pesquise bastante.

Existem muitos summer courses por aí. Pesquise o professor, a universidade, o custo de vida. Escolha um lugar que você goste, onde tenha vontade de morar por algumas semanas. Além disso, preocupe-se em optar por um curso que agrega à sua carreira.

Mesmo que esse planejamento leve mais tempo, colocar mais critério faz toda a diferença pra garantir que sua experiência vai ser ótima e que valeu cada centavo gasto!

Lembre também que os summer courses dão créditos na universidade, mesmo sendo um guest student. Então, se você pensa em fazer um mestrado ou doutorado no exterior, ter essa experiência pode já ser um primeiro passo para planos mais ambiciosos!

More from Isabella Paschuini

O método que sigo para gastar sem culpa, com o que gosto

Para correr o risco de fazer uma compra por impulso basta… ser...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *