EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Muitas pessoas acreditam que se não usarem uma peça durante um período de um ano, a peça não pertence ao seu armário. Eu gosto de saber que tudo no meu guarda-roupa merece estar lá, mas com a correria habitual da vida, é normal acabamos optando por peças mais seguras em rotação; além de correr o risco de enjoar da roupa, acabamos deixando de lado a possibilidade de criar looks criativos e inéditos com peças que já temos.

Para quebrar esse ciclo, eu resolvi passar uma semana inteira só usando roupa que não tinha visto a luz do dia por no mínimo um ano e os resultados foram surpreendentes.

Segunda:

Na segunda tive reuniões de manhã e usei um vestido shift de tricô original dos anos 60. A última vez que usei foi quando estava grávida. Mesmo sendo uma peça mais pesada, ficou fresquinha e arrumada para um dia de trabalho no verão. Adoro o fato de ser vintage sem dar na cara.

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Motivo de não ter usado durante um ano: Não dava para amamentar com ele.

Terça-feira:

Na terça ressuscitei um vestido que não tinha usado há muito mais de um ano! Um vestido de seda Balenciaga que usei no meu aniversário de 25 anos! Eu usei algumas vezes na época, mas sempre para eventos mais formais. Hoje usei com tênis branco para dar uma atualizada no look.

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Motivo de não ter usado durante um ano: Senti que estava fora de moda

Quarta:

Na quarta eu me desafiei a usar esse conjunto de blusa e calça plissê de malha. A ultima vez que usei foi no meu aniversário (dia 2 de março) do ano passado, tecnicamente menos de um ano, mas abri uma exceção, pois achei essa calça superdifícil de usar com a blusa cropped. Minha autoestima corporal não foi das melhores no último ano, e esse foi um look que estava deixando de lado para um momento mais adequado. Estou me cuidando mais em termos de dieta, para sentir bem comigo mesmo, mas foi só usar para entender que esse noia era coisa da minha cabeça mesmo.

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Motivo de não ter usado durante um ano: Estava esperando me sentir magra!

Quinta:

Quinta fui ousada e usei meu macacão da marca carioca Baobá Brasil, com uma calça preta e larga e parte de cima de top em tecido de estampa oeste africana. Lembro de ter usado bem no início da minha gravidez e nunca mais. Hoje eu optei por usar com pequeno salto para destacar o corte da calça.

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Motivo de não ter usado durante um ano: Não senti que o amarelo combinava comigo sem bronze

Sexta:

Na sexta eu estava no clima final de semana de verão, então procurei uma peça leve e fresquinha. Esse é um vestido antigo da Farm que tenho há uns 5 ou 6 anos. Eu usava bastante na época, mas ele era um vestido maxi. Lembra daquela tendência de vestido maxi com transparência do joelho para baixo? Então, dei uma de louca e cortei a barra e achei que o vestido curto ficou mil vezes mais fácil de usar no verão. Percebi que era tudo que faltava no meu armário para os dias de calor infernal na cidade.

EAMR Desafio de sustentabilidade: Usar um look completo apenas com roupas que não uso há mais de um ano, por uma semana!

Motivo de não ter usado durante um ano: Gostei mais do vestido curto do que maxi

O que eu aprendi:

Adorei o desafio, realmente às vezes faz sentido segurar peças no armário até sentir vontade de usá-las de novo, como meu vestido Balenciaga. Mas muitas de nós temos peças que estamos deixando de usar porque estamos esperando o momento certo, e acabamos nunca usando. Às vezes precisamos apenas de uma motivação nova para tirar a poeira e por em circulação de novo!

More from Eliza Rinaldi

Bistrô Um Sete Quatro

Quem segue EAMR já deve ter percebido que eu gosto muito de...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *