Tudo que você precisa saber sobre microagulhamento… mas tinha medo de perguntar!

Tudo que você precisa saber sobre microagulhamento… mas tinha medo de perguntar! - Eliza Rinaldi para Estilo ao Meu Redor

Minha Pele

Gostaria de ser uma dessas mulheres que sai de casa com apenas um toque de rímel e um gloss na boca, mas eu sempre fui mais da abordagem “vamos esconder tudo com maquiagem”! Minha pele é sensível, com tendência à acne e a ficar vermelha. Evitei realizar limpezas de pele durante muito tempo porque sempre foi uma caixa de pandora em termos do que ia sair nas semanas após o tratamento. Estou melhorando, faço limpezas de pele com maior frequência e tenho uma boa rotina de cuidados de pele, que inclui sérum e filtro solar! Não me iludo que minha pele vá se transformar na de uma modelo de 22 anos, mas quero ser a melhor versão de mim mesma que possa ser dentro e fora, e minha pele é um bom lugar para começar! Há uns anos me interessei pelo microagulhamento, mas nunca fui atrás, até que um dia comecei a bater um papo com alguém que tinha acabado de fazer, e a pele dele era incrível. Comprei um pacote de 3 sessões no mesmo dia!

O que é?

O microagulhamento ou terapia percutânea de colágeno é uma técnica que, através de um aparelho composto de mais ou menos 200 microagulhas (em geral entre 0,5 e 1,5 mm), tem a finalidade de estimular a produção de colágeno. A técnica tem também o objetivo de drug delivery, levar os ativos até à derme, e com isso tratar manchas, melasma, cicatrizes de acne, rugas e linhas de expressão, estrias, flacidez, melhorar o aspecto em geral da pele. O aparelho perfura a pele, estimulando a produção do colágeno (importante regenerador celular), a criação de novos vasos sanguíneos e a melhora da oxigenação dos tecidos.

O Procedimento

No caso da minha pele, queria minimizar a aparência de rugas e linhas de expressão e melhorar o aspecto da minha pele, então optamos por permeação da vitamina C sobre a derme. A vitamina C tem ação antioxidante, anti-idade, protege dos danos urbanos e regulariza a tonalidade da pele.

No primeiro procedimento, o aparelho de microagulhas de 0,5 milímetros de comprimento foi utilizado. Um creme anestésico foi aplicado na pele uns 15 minutos antes de começar, mas mesmo assim achei que doeu, pelo menos eu não estava preparada para sentir dor. Saí com um rosto bem vermelho e sensação quente. É indicado um intervalo mínimo de 30 dias entre as sessões, pois é o tempo que demora para regenerar o colágeno e sentir o máximo de benefícios do tratamento.

Na minhas segunda e terceira sessões, um aparelho com microagulhas de 1 mm de foi utilizado para resultados mais profundos, e curiosamente senti muito menos dor. Talvez por estar melhor preparada. Eu realmente percebi uma melhoria nas linhas finas da minha testa e um aumento da elasticidade da minha pele após as sessões.

Dicas

Depois do tratamento, você não pode aplicar absolutamente nada na pele durante 24 horas, nem lavar, e é melhor esperar uns dois ou três dias para usar maquiagem. Isso porque os poros ficam abertos e mais suscetíveis a bactérias e sujeira logo após o procedimento e também, depois de “zerar” sua pele, sente-se dor ao colocar uma base logo na sequência. Então é bom marcar seu procedimento numa semana mais tranquila. Existem vários kits de microagulhamento caseiro, mas eu indico fazer numa estética qualificada, pois além de garantir uniformidade, precisão e segurança durante o procedimento, cada aparelho tem vida de uso único antes das miniagulhas começarem a ficar cegas e diminuírem a eficácia do tratamento.

More from Eliza Rinaldi

Estúdio My Yoga começa aulas gratuitas ao vivo no Youtube e Instagram

Ficar sem ir na academia ou praticar sua atividade física normal pode...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *