4 comportamentos perigosos de mulheres machistas na internet

4 comportamentos perigosos de mulheres machistas na internet | EAMR

A internet é bacana e tudo (estamos aqui, né), mas sabemos que este mundo de acesso fácil à informação vem com um preço. Muitas vezes, a ignorância e o ódio, transmitidos por anônimos escondidos atrás de um teclado, são direcionados as mulheres. Somos trolladas com memes, comentários derrogatórios e vulgares, todos com a intenção de envergonhar e desacreditar. Não importa a razão, seja por expressar opiniões fortes, experiências sexuais, pela aparência física ou até por ter postado uma selfie! Pior, não são sempre homens que estão liderando esses ataques, é muito triste ver mulheres tentando derrubar outras mulheres.

Precisamos manter uma frente unida independente de origem, gênero, raça ou outro fator de distinção. Por um lado, estamos todas trabalhando contra nosso condicionamento patriarcal para quebrar paradigmas. Precisamos ficar atentas para não perpetuar atitudes machistas sem perceber. Por outro lado, existem mulheres que sabem bem o que estão fazendo e precisamos saber identificar o machismo feminino. 

Aqui vão 4 comportamentos perigosos de mulheres machistas na internet:

1. Comentários derrogatórios sobre o corpo de uma mulher:

Quando criticamos o corpo de uma outra mulher, estamos apenas perpetuando o pensamento de que existe um corpo ideal. Apenas pare! Existem mulheres que escolhem se matar na academia para atingir um certo tipo de corpo, por motivos pessoais DELA. Não tem nada a ver conosco, e certamente não tem reflexo nenhum sobre os valores e prioridades dela. Igualmente, há mulheres que não entram ou não buscam entrar nesses padrões estéticos, e quem somos nós para julgar ou criticar? Mais uma vez, não é assunto nosso. Precisamos focar em criar uma comunidade online em que as mulheres possam se sentir apoiadas e não culpadas ou envergonhadas por seus hábitos de comer e se exercitar.

2. Menosprezar a roupa e a maquiagem de outras mulheres

Instagram e Youtube tem de tudo e para todos os gostos sim, mas quantas vezes já vimos alguém, ou somos mesmo culpadas, de ridicularizar o estilo de uma mulher online? Comentários do tipo “achei muito over”, ou “achei o vestido um pouco curto” são muitas vezes tentativas vagamente veladas de declarar superioridade. Ao invés de descartar essas mulheres como rasas ou promíscuas, precisamos aprender a abrir a discussão sobre idéias de beleza e aprender uma com a outra. E se realmente não é do seu gosto… tem uma expressão em inglês que cabe bem: “Se não tiver nada bom a dizer, não diga nada”.

3. Julgar as escolhas de vida da outra:

Mulheres não precisam se casar, ter filhos e virarem donas de casa para se realizarem, mas se for uma escolha dela, tudo bem. Tem mulheres que não querem nada disso. Também existem as mulheres que seguem carreiras, tem ambição profissional e criam famílias ao mesmo tempo. Não é nosso lugar opinar, nem julgar, precisamos parar de separar entre nós e elas.

4. Tentar envergonhar outras mulheres pelo seu histórico sexual

Vejo tantas mulheres fazendo isso. Vou dizer isso uma vez só, nenhuma mulher é uma santa ou uma puta, temos que parar de dividir mulheres em dois campos tão simplistas e não existentes. Essa é a cultura que torna aceitável comentar sobre a vida sexual, ou a roupa de uma vítima de estupro, como se tivesse alguma a coisa a ver. Esse tipo de atitude perpetua a mentira que uma mulher não pode ser dona do próprio corpo. Isso tem que parar.

Leia também: Papo reto sobre ter um blog

More from Eliza Rinaldi

Estilo e autoconfiança: Como Ter Coragem de se Vestir como Você

Deixa eu te contar uma história minha com estilo e autoconfiança. Eu...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *