Fresh start effect: aproveitando a virada do ano para mudar algo em você para melhor

Sabe aquele hábito que você sempre quis criar, mas na prática é muito difícil? Correr com regularidade, se comunicar com mais frequência com a família, ou mesmo conseguir ler um livro, ou controlar seus gastos?

Talvez exista também alguma atitude da qual você queira se livrar, como parar de fumar, de abrir o Instagram automaticamente, ou de atacar um docinho várias vezes por dia…

Mudar comportamentos não é fácil, mas a boa notícia é que o momento em que estamos agora é perfeito para você dar o primeiro passo.

Sempre escrevo sobre dinheiro, mas hoje vou ampliar um pouco mais o tema e falar sobre mudança de comportamento.

O ano de 2020 está chegando ao fim. Por mais que a gente saiba que na natureza absolutamente nada muda com a virada do ano, afinal o calendário é uma construção social, tendemos a colocar muita expectativa nesse momento de passagem.

Isso é algo que já foi amplamente estudado e é chamado de “fresh start effect”, ou, como gosto de chamar, é o “efeito agora vai”.

Inícios de novos ciclos aumentam consideravelmente nossa força de vontade para correr atrás de objetivos e ideais que aspiramos, e isso é explicado por duas razões, de acordo com os pesquisadores Dai, Milkman e Riis (2014):

1) Nós criamos descontinuidades na percepção do tempo que nos fazem sentir menos conectados com nossas imperfeições passadas; e

2) Há uma disruptura com nosso foco nas minúcias do dia a dia, levando a uma análise mais ampla da nossa vida, um olhar do “big picture”.

Ambos esses processos nos encorajam e motivam a correr atrás dos nossos objetivos e metas.

Portanto, se tem algo em você que quer mudar, aproveite a dose extra de motivação que provavelmente surgirá agora com a virada do ano e faça planos. A marcação da passagem do tempo é um empurrãozinho extra para fazer (ou deixar de fazer) algo que sempre quis.

Só temos que tomar o cuidado pra não cair na armadilha que é colocar metas muito audaciosas, difíceis de serem cumpridas. A frustração por não ter conseguido agir como planejado pode gerar uma sensação muito negativa e resultar num efeito contrário, desmotivador.

Por exemplo, se você quer passar a ter uma relação melhor com o dinheiro, é possível que o “fresh start effect” te deixe ainda mais motivada para começar janeiro com tudo! Nesse caso, não coloque uma meta como “fechar o mês de janeiro com todas as contas pagas e tendo poupado R$ 1.000”. Em vez disso, comece estabelecendo uma meta simples, ligada ao seu comportamento diário, não ao resultado final. Algo como “sempre conferir quanto tenho no orçamento antes de decidir fazer uma compra”, ou “registrar meus gastos todo dia antes de dormir”.

Aproveite essa dose extra de motivação da virada do ano. Mudar é difícil, mas extremamente recompensador. Ah! E lembre-se sempre de encarar falhas e erros como aprendizado, e de tentar de novo até descobrir o que funciona com você.

Desejo um novo ano com muito aprendizado a todas as leitoras! Que vocês possam ser suas melhores versões em 2021.

Tags from the story
,
More from Isabella Paschuini

7 dicas para se organizar com dinheiro durante a quarentena

Verdade seja dita: o momento não está fácil para ninguém. De um...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *