Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo

Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor

Quem não gosta de uma boa colaboração? A parceria entre a Kenzo e a H&M no final do ano passado deixou o mundo (incluindo eu) babando. Instagram estava cheio de imagens da campanha e clicks de nossa blogueiras preferidas vestindo as peças.

Tem alguma coisa que invoca um senso de urgência nessas colaborações, um marketing estratégico que diz “me compre agora, você não vai ter outra oportunidade de fazer parte desse clube exclusivo”. Digo isso não para criticar, pois quem não se beneficia de um bom marketing, afinal eu queria uma peça Kenzo H&M.

Um vestido Kenzo H&M para chamar de meu

Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor

Eu me apaixonei pela estampa desse vestido, mas dizer que ele é volumoso é muito pouco! Quando ele chegou no meu armário, era alto verão e não dava para usar qualquer coisa que tocasse na minha pele, muito menos algo pesado como esta criação.

Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor

Na foto eu pensando em como usar meu vestido Kenzo H&M (rs)

Com a chegada do outono, tirei algumas vezes do armário e pensei em usar, cheguei a experimentar mas tive a sensação de que não tinha lugar para usar. Faz muito tempo que não me sentia assim; escrevo vários posts sobre como só ter coisas no seu guarda roupa que você use e como não comprar roupa que não combine com seu estilo de vida. Cheguei a pensar que tinha cometido um erro do passado, comprado algo que não tem nada a ver com meu estilo só porque eu queria ter. Isso me deixou chateada comigo mesma.

Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor

Será que era ousada o suficiente para vestir uma roupa que me faz parecer uma boneca russa? Decidi que sim, optei por usar mesmo assim, mas ao invés de complementar o volume do look com um salto, optei por meu converse hightops para um look descontraído de sábado a tarde e não forçar um visual para aquele sonhado jantar chique. Tive que parar de tentar criar uma situação ideal para usar o vestido, simplesmente peguei e usei. O negócio mesmo era abraçar o tipo de peça que alguns vão amar e outros vão odiar. Mas no final a gente se veste para nós mesmas, pois nunca vamos conseguir agradar todo mundo. 😘

Vestido Kenzo H&M: Uma breve reflexão sobre meu próprio consumismo | Estilo ao Meu Redor

Detalhe da estampa dele

Eliza Rinaldi

"Em assuntos de grave importância o estilo, não a sinceridade, é a coisa vital." Oscar Wilde