Nasty Gal, marca da #GirlBoss Sophia Amoruso, declara falência

Nasty Gal falencia

Demorei um pouquinho para processar a notícia chocante da semana passada. Não, não estou falando das eleições dos EUA, mas sim o pedido de falência da marca Nasty Gal, na quinta-feira passada (10/11).

A marca da autodenominada girl boss, Sophia Amoruso, nasceu em 2006 como uma loja de vintage virtual no ebay quando ela tinha só 22 anos. Apesar das raízes humildes, a grife se tornou um império global de 300 milhões de dólares. Amoruso documentou sua fórmula de sucesso no livro biográfico #GIRLBOSS, que virou um best-seller do New York Times. Se isto não foi o suficiente, a Netflix decidiu criar uma série original de mesmo nome, baseada na sua história. A série já esta sendo gravada e com previsões de estrear no início de 2017. 

Nasty Gal falencia

Nós aqui do EAMR já lemos e nos inspiramos nesse livro, e você?

 O que deu errado?

 Não entendeu o que deu errado? Eu também não. Parece que por baixo da superfície, a empresa estava em apuros faz um tempinho, com uma série de problemas, entre acusações de infração de direitos autorais de marcas como Alexander Wang e Céline e de processos de ex-funcionários, além de críticas de preços abusivos. No ano passado Amoruso deixou seu cargo de CEO para focar na parte de criação da marca como chairwoman executiva. Um cargo que ela agora vai abandonar junto com o pedido de falência sob o Chapter 11, proteção de negócios. Tudo isso vai permitir uma essencial reestruturação de empresa.   

Reestruturação da Nasty Gal

 Sheere Waterson, a atual CEO, emitiu uma declaração na tentativa de tranquilizar o público e investidores potenciais: 

 “Nós esperamos manter o nosso alto nível de atendimento ao consumidor e emergir mais fortes e ainda mais capazes de entregar um produto e uma experiência que os nossos consumidores esperam e do qual temos orgulho de trazer para o mercado”, disse em comunicado à imprensa internacional.

 O Futuro 

 Independentemente da sobrevivência da marca, tenho certeza de que Amaruso não vai sumir de cena. O sucesso da marca veio principalmente pela visão da empreendedora e sua habilidade de reinventar o status quo, e nada como uma história de falência para animar o roteiro da série da Netflix. 😉

More from Eliza Rinaldi

Drink da semana – Magia Negra

Mais uma vez o drink da semana é dedicado à saúde; não...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *