3 meses Gaélicos – o que aprendi até o terceiro mês do bebê

3 meses Gaélicos - o que aprendi até o terceiro mês do bebê | EAMR

No sábado o Gael fez 3 meses! Comemoramos dando o primeiro banho de piscina (água aquecida) e ele adorou, não sei se existe algo mais fofo neste mundo do que um bebê de sunga! Parece que demorou muito para ele chegar aos 3 meses, muito mais do que chegar aos 2. Agora que passamos a fase recém nascida, a amamentação rola sem estresse em qualquer lugar, mas nossa pequena família continua nesse processo de aprendizado; parece que tem uma descoberta nova a cada dia, então mais uma vez resolvi escrever sobre:

As 5 coisas que aprendi no terceiro mês do bebê:

1. Personalidade própria:

As risadas e gargalhadas que começaram o mês passado estão cada dia mais fortes, mas ele também sabe do que não gosta e deixa claro, através de gritos altos! Ele está a cada dia mais esperto, querendo interagir mais, fascinado pelo mundo, por estampas floridas e pela cor vermelha.

2. Rotina:

Sem comemorar antes da hora, senti que mais ou menos temos uma rotina e estamos funcionando como uma família de 4 (sim, a Pitchu faz parte). Consigo planejar meu dia de trabalho de acordo com as horas que o Gael dorme ou está de bom humour. Ele continua dormindo a noite toda, mesmo mamando de 2 em 2 horas durante o dia! É uma sensação de que estou começando realmente a conhecer meu filho.

3 meses Gaélicos - o que aprendi até o terceiro mês do bebê | EAMR

3. Pulos para frente:

Mesmo dizendo que temos uma rotina, precisamos ser flexíveis, pois tudo está sempre mudando! Tem semanas em que parece que o Gael dá uns pulos para frente em termos de desenvolvimento. De repente, ele começa a fazer uma coisa que não fazia no dia anterior! Isso, sem dúvida, é uma das coisas mais gostosas de ser mãe até agora!

4. Sentir-me eu mesma:

No mês passado achei que já estava me sentindo mais “normal”. Mas agora percebi como estou tão longe de realmente me sentir eu mesma. Sem dúvida ainda tem chão pela frente, mas não estou mais me sentindo perdida, na neblina de uma pessoa que acabou de ter filho. Isso está sendo super importante para a saúde da vida do casal, porém me dei conta que algumas coisas estavam melhores quando eu estava grávida, meu cabelo e pele entre elas!

5. Tentar me cobrar menos:

Tem dias que tudo vai para a merda mesmo! Não tem jeito! O bebê grita, táticas que funcionaram na semana passada não funcionam mais. Isso estava me deixando bem estressada e estava sentindo que estava afetando meu trabalho!!! Claro!!! Estou levando um bebê de 3 meses ao escritório, não tem como não afetar. Estava fazendo mal até para minha saúde. Agora, nos dias assim, estou tentando respirar fundo e lembrar que amanhã é um novo dia!

Gostaram? Algumas mães tem mais coisas para a lista?

Eliza Rinaldi

"Em assuntos de grave importância o estilo, não a sinceridade, é a coisa vital." Oscar Wilde

Comments are closed.