Vamos falar de proteína! 4 mitos sobre o consumo de proteínas

Vamos falar de proteína! 4 mitos sobre o consumo de proteínas | Estilo ao Meu Redor

Uma dieta variada e rica em vitaminas é importante para te manter na linha e para alcançar seus objetivos fitness, mas se você não se alimentar bem, isso vai atrapalhar seus resultados!  

Para alcançar os benéficos de uma ótima saúde, é preciso consumir proteína. Proteína é um macro-nutriente essencial— é importante pela estrutura e manutenção dos tecidos e órgãos do corpo, também ajudando no processo de reparação tecidual.

Polêmicas sobre o consumo de proteínas

Mais recentemente, o assunto de proteína virou polêmica. Há opiniões contraditórias sobre a quantidade de que realmente precisamos e quando devemos ingerir. Sem dúvida, isso é uma das polarizações entre vegetarianos e carnívoros no mundo fitness. Eu era muito fã da dieta paleolítica uns anos atrás e percebo que uma dieta baixa em carboidratos combina bem com meu organismo. No último ano, comecei a sentir menos vontade de comer carne, por vários motivos, e comecei a incluir uns grãos na minha dieta, mas essa questão da proteína me deixou confusa. Para ajudar a esclarecer, juntei 4 mitos sobre proteína que podem estar impactando sua dieta. Claro que não pretendo ser nutricionista e se tiver qualquer dúvida, deve-se falar com um profissional da área.

MITO 1: Precisamos ingerir bastante proteína para conseguir definição muscular

Um dos mitos mais prevalentes é “quanto mais proteína se consome, melhores os resultados”. Enquanto proteína é um nutriente fundamental a incluir na sua dieta, isso não significa que seja preciso comer uma quantidade excessiva para conseguir os benefícios. Segundo Australian Dietary Guidelines, a quantidade indicada para mulheres diariamente é 46 gramas ou 0,8 gramas por kg. Mais importante, nossos corpos tem uma capacidade limitada de absorver proteína a cada refeição. Por isso é tão importante dividir o consumo de proteína ao longo do dia. Tente incluir uma fonte de proteína a cada refeição para ter mais benefícios.

Isso também significa que tentar incluir um excesso de proteína em sua dieta, ao alcançar o limite individual (dependente do seu corpo e estilo de vida), o corpo vai começar a excretá-la porque não consegue absorver mais!

O truque com consumo de proteínas é comer uma dieta equilibrada, assim é provável que você alcance suas metas sem tentar!

MITO 2: Todas as fontes de proteína são iguais

Se você quer conseguir o máximo de benefícios da proteína, deve escolher a melhor qualidade entre as opções existentes. Escolher fontes de proteína como quinoa, laticínios, ovos e carne magra significa também outros benefícios nutricionais. Muitas vezes esse não é o caso da proteína processada. Por exemplo, barras de proteína podem ter uma quantidade alta de proteína e serem convenientes num dia corrido, mas podem faltar em outros benefícios nutricionais e tem uma quantidade alta de açúcares refinados.

MITO 3. Mais proteína significa mais benefícios à saúde

Também é importante considerar como você incorpora proteína na sua dieta. Se não for feito da maneira correta, você pode até desfazer seu bom trabalho. Se quiser aumentar a quantidade de proteína que consome, não deixe de considerar o impacto que isso pode ter no seu consumo energético em geral. Por exemplo, se você começar a incluir shakes de proteína em adição às suas refeições ou começar a colocar mais comidas com proteína na sua dieta, isso também significa que pode estar consumindo nutrientes extras, como gordura e carboidratos. No longo prazo isso pode significar um aumento de peso.

MITO 4. Você não consegue criar ou aumentar músculos com uma dieta baseada em plantas

Se você é vegetariano ou vegano, já deve ter ouvido isso antes! Um equívoco comum é, se não consumir proteína animal, não vai conseguir criar músculo. Como qualquer dieta, uma baseada em plantas precisa ser bem equilibrada, mas é certamente possível construir músculo sendo vegano ou vegetariano.

É importante lembrar que fontes de proteína completas são encontradas em produtos de origem animal como carne e laticínios. Proteínas completas contém todos os ácidos aminos que seu corpo precisa e não consegue produzir sozinho. Muitas proteínas que vem de plantas são incompletas, o que significa que você precisa pensar mais na hora de planejar refeições. A combinação das comidas baseadas nas plantas certas facilmente pode fornecer ao seu corpo todos os aminoácidos essenciais de que ele precisa.

Proteína tem vários benefícios e é fundamental para a sua saúde. Além do papel que cumpre no seu corpo, incorporar proteína à sua dieta pode saciar durante mais tempo, reduzir desejos de comida, além de dar um up no seu metabolismo.

Para ver algumas receitas Paleo que já postei, clique aqui!

More from Eliza Rinaldi

O Que Você Faz? Desenvolvedor de fragrâncias

Bem-vindo ao primeiro post da série O Que Você Faz?, em que...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *