3 dicas para ter um guarda roupa funcional

3 dicas para ter um guarda roupa funcional

 (e parar de comprar roupas que você não vai usar)

Você tem o guarda roupa cheio e sente que não tem nada para vestir? Você tem roupas compradas há meses ainda com etiqueta? Ou sente que sempre compra roupas e depois descobre que já tinha algo parecido em casa? Pode ser por comprar demais, por não conseguir abrir mão de peças que nunca vai vestir, ou até porque seu guarda roupa não combina com seu estilo e com sua vida. Mas uma coisa é certa: você precisa de um guarda roupa funcional.

3 dicas para ter um guarda roupa funcional

O que é um guarda roupa funcional?

Sabe aquele cenário ideal de acordar, abrir o guarda roupa e gostar e usar todas as roupas que encontra nele? Ou comprar roupa só quando você realmente ama algo, que combina com você e é seu estilo? Isso é um guarda roupa funcional – pois funciona para você! 

 Pode parecer impossível, mas não é! Já errei bastante com roupa e com compras, mas ao longo dos anos aprendi estas 3 dicas que me ajudaram a minimizar erros e compras desnecessárias e caras, que compartilho agora com vocês: 

 O primeiro passo para se libertar dessa neblina de roupas é se organizar.

 1. Organize seu guarda roupa

… e seja implacável! Doe ou venda peças que não usa e não se vê usando em nenhum momento, mesmo os presentes nada a ver da sua tia; a vida é curta, se livre de coisas que só ocupam espaço! Não adianta manter roupa que não te faz sentir bem. Experimente a roupa, se uma calça jeans não cai bem, se a blusa é um pouco curta ou apertada no peito, isso não vai mudar e você vai pensar nisso toda vez que tentar vestir. Peças que não te fazem se sentir 100% não merecem lugar no seu guarda roupa! Pode doer, mas coisas que nunca foram confortáveis não vão mudar. Dá até vontade de chorar quando penso numa sapatilha Miu Miu de veludo que corta meus pés cada vez que tento usar, ou numa sandália Louboutin que ganhei no meus dias de moda, mas eu literalmente caio no chão toda vez que tento usar! A vida é tão cruel! rs

 E sabe aquela pilha de roupa que está esperando há anos para ser ajustada? Chega de procrastinar, leve para a costureira dentro de 7 dias ou doe! Sem misericórdia!

 Obs: Não sou do pensamento de que se você não vestiu um item de roupa no último ano é para sair da sua coleção, pois tenho peças clássicas que não uso todo ano, como um vestido preto com uma arara gigantesca que comprei num brechó aos 17 anos e ainda uso hoje em dia, mesmo que fique um ou dois anos lá atrás sem ver a luz do dia, afinal somos criaturas de fases.

Well hey there 2015…I'm ready for you!! #tbt #sãopaulo #vintage #rooftop #sunrise

A post shared by Eliza Rinaldi (@estiloaomeuredor) on

É provável que você encontre roupa que não usa mas não sabe porque. É hora de criar um espaço purgatório/provação de roupa: tente usar estas peças nas próximas semanas; ou você vai lembrar porque nunca as usa e se livrar delas ou vai começar a amar e ganhar mais opções de roupa!  

 Depois da faxina, além de ganhar espaço, você vai conseguir ver o que já tem e o que precisa… os primeiros passos para ter um guarda roupa funcional. Não é uma coincidência que organizar o que você já tem é o maior parte deste post, pois é a metade do trabalho!

 2. Defina seu uniforme. 

Uma vez que seu closet esteja organizado, você terá espaço para pensar no que precisa. Quais são as peças que formam a base de seus looks no dia-a-dia? Pense em criar seu próprio uniforme. Não estou sugerindo que abra mão da espontaneidade ou comprar 5 pares da mesma calça. Seu uniforme pode ser qualquer coisa. Pense no que é a sua definição de básicos que você usa. Eu, por exemplo, não sou muito de calça jeans, uso de vez em quando, meu uniforme é formado de vestidos shift estilo anos 60 e botas curtas. Não que nunca use outras coisas, mas sei o que combina comigo e com minha vida. Depois de definir seu uniforme, pense, o que está faltando? Você tem partes de baixo mas está sempre precisando de blusas básicas para combinar? 

3 dicas para ter um guarda roupa funcional

 3. Considere seu estilo de vida. 

Este é um grande erro que repeti durante vários anos. Suas roupas precisam combinar com seu estilo de vida, não adianta ter um closet cheio de roupa social e salto alto se você faz home office e não precisa ser formal em reuniões. É natural que nossas vidas evoluam e nossos guarda roupas vão ter necessidades diferentes. Quando voltei para o Brasil depois de 5 anos morando em Londres, fiz um bazar e vendi muita roupa de inverno e roupa que usava no meu trabalho de Marketing. Não porque não precisasse de roupa de frio, mas não precisava de tanto. Inverno não era mais a minha estação predominante. 

 Compre roupa pensando no estilo de vida que você realmente tem, não aquele que você quer; não compre para sua vida imaginária e glamurosa e fique sem ter onde usar, sem roupa para a vida que você tem. Seja a melhor versão de quem você é hoje. 

“E depois de estruturar esse guarda-roupa funcional, como eu prossigo essa filosofia quando for fazer compras?” – Você pode checar meu outro post: 3 MOTIVOS PARA ENCARAR O DESAFIO DO GUARDA-ROUPA FRANCÊS DE 5 PEÇAS

3 dicas para ter um guarda roupa funcional

Esse é o meu guarda-roupas depois de passar por um processo implacável de eliminação!

Espero que estas dicas tenham ajudado. O que você faz para ter um guarda roupa funcional? Não deixe de comentar abaixo ou na nossa página do facebook 😉

Eliza Rinaldi

"Em assuntos de grave importância o estilo, não a sinceridade, é a coisa vital." Oscar Wilde

7 Comments